Odontologia

Uma visão antroposófica sobre saúde bucal

Seguindo os mesmos passos da Medicina, a Odontologia criou nas últimas décadas uma série de novas especialidades. Vivemos na era da informação e a tecnologia é uma grande aliada, fornecendo imagens e dados para auxiliar nossos diagnósticos, cada vez mais minuciosos e precisos. Hoje, trabalhos são publicados em quantidade e velocidade cada vez maiores, e a saúde, ou melhor, a falta dela estampa capas de revistas de grande circulação pelo Brasil. Ao mesmo tempo em que temos cada vez mais receitas para quase todos os males, padecemos da falta de integração entre as diferentes áreas da saúde.

Não é de agora que se fala sobre a importância de atendimentos interdisciplinares. Há a necessidade de aprofundamento de cada especialidade? Sim, sem dúvida. Mas precisamos lembrar que tudo isso tende ao reducionismo, e não podemos, de maneira alguma, perder a noção do todo, tendo sempre como base os princípios que regem a saúde.

Odontopediatria

Dentro da Odontologia, a Odontopediatria é a responsável pelos cuidados com a primeira dentição. A importância com o atendimento dos pacientes o quanto antes, até mesmo desde o útero, é tão grande que já existe uma subdivisão chamada Odontologia para Bebês e a disseminação de orientações voltadas para a gestante. Mas, apesar de essa busca por atender o paciente o quanto antes seja válida, devemos repensar as medidas até então passadas.

A Odontopediatria está estruturada em uma visão preventiva, que embora seja mais apropriada que as terapias curativas, ainda assim está muito longe de uma verdadeira busca pela saúde. Esse resultado fica mais evidente na Salutogênese, termo cunhado pelo pesquisador Aaron Antonovsky, que no final dos anos 70 desenvolveu esse conceito sobre as forças estimuladoras e preservadoras da saúde.

SAIBA MAIS…

PROFISSIONAL QUE ATUA NESTA ÁREA